Noticias - 81% dos programas de TV “para a família” expõe crianças a conteúdo sexual | Igreja Batista Alianca Eterna
Compartilhe:
 

      Espiritual   •  Matérias

81% dos programas de TV “para a família” expõe crianças a conteúdo sexual


81% dos programas de TV “para a família” expõe crianças a conteúdo sexual

Mais de 80% dos programas de TV “para a família” têm cenas em que personagens adultos falam abertamente sobre sexo na frente de crianças, alertou a organização Parents Television Council (PTC), um grupo conservador de monitoramento da mídia.

Em um novo relatório a entidade documentou o uso de linguagem sexual em programas de televisão em várias redes dos EUA. A maioria deles inevitavelmente são dublados e disponibilizados em outras línguas, atingindo a maior parte da população mundial.

Leia mais

“O que estamos vendo é como o sapo na água fervente. O sapo não percebe o quanto a água ficou quente e pode morrer cozido”, disse o diretor da PTC, Tim Winter, ao Christian Post em uma entrevista. “Certamente vimos nos últimos anos um aumento no conteúdo sexual, especialmente atingindo as meninas jovens.”

Os programas analisados no relatório incluem comédias [The Middle, O Jovem Sheldon], desenhos animados [Os Simpsons, Bob’s Burgers] e programas focados no chamado entretenimento familiar, que seria adequado para todas as faixas etárias.

“Todos os ‘programas familiares’ transmitidos pela CBS, NBC e Fox continham alguma porção de diálogos sexuais de adultos na presença de crianças. No entanto, programas da ABC [que pertence à Disney] teve maior quantidade”, explica o documento.

Além de examinar individualmente mais de uma dúzia de seriados, o relatório destaca que, em alguns casos, há cenas que seriam inapropriadas para crianças por serem sugestivas de comportamento sexual.

“Quando o conteúdo é normalizado, torna-se aceitável e as crianças são dessensibilizadas”, destaca Winter. “Mesmo que os pais façam o melhor que podem para incutir seus valores em seus filhos, a mídia e a cultura de entretenimento ensinam às crianças o oposto. Isso é demais para um pai do século 21”.

A preocupação da entidade que preside é o inegável peso que os programas televisivos têm sobre a formação das crianças. Winter sabe que existe um sistema de classificação de TV, mas seus parâmetros nunca são claros. “Quando você olha alguns desses episódios, acaba se perguntando: “Como esse conteúdo pode ser classificado como apropriado para crianças?”, encerra. Com informações Christian Post




Voltar




Maiores Informações: (11) - 4817-1362
secretaria@ibae.com.br



Copyright Grupo Alphanet Hosting @ 2018



  • Facebook
  • Twitter
  • Google +
  • Youtube